Sabe, fazer uma viagem internacional não é uma tarefa tão trivial assim. Normalmente será uma viagem cansativa, cara  e beem entediante. Mas, existem algumas coisas que você pode fazer para minimizar esse problemas ;D

Antes de tudo, deixe-me exclarecer alguns fatos:
1 – Se você mudar de companhia aérea, você vai ter que despachar suas malas novamente. (é incomodo ter que pegar as malas e vigia-las até a hora do próximo voo, a dica é.. ex. Se for airFrace, que seja a viagem internacional e local(França), assim suas malas já irao direto para o destino final.)
2 – Tome cuidado com as especificações dos tamanhos e pesos de suas malas. Novamente: vale a regra do maior trajeto.
3 – Se você tem alguma necessidade especial, seja física ou alimentícia, avise à companhia aérea com 48 horas de antecedência. Normalmente eles estão preparados para tudo, mas precisam ser avisados antes.

Ok, vamos lá… Normalmente uma viagem internacional vai ser longa! Muito longa! Nossa viagem teve, mais ou menos, 30 horas ao todo. 15 dessas horas foram passadas em aeroportos esperando vôos. Então, aqui vai uma das dicas mais importantes: arrume uma sala vip ou um daqueles quartinhos que tem em aeroportos internacionais.

Sim, eu sei, eles são caros. Mas acredite, *vale a pena*. E se você não acreditar em mim e for cabeça dura, como eu fui, então eu lhe garanto: você vai mudar de idéia em poucas horas ao tentar descansar em uma cadeira desconfortável, comer uma porcaria qualquer e vigiar suas malas ao mesmo tempo. Eu particularmente recomendo uma sala vip, pois, apesar de não ter cama, normalmente tem uns sofás confortáveis (onde você pode dormir sem problema), lugar para deixar as malas (em segurança), sala de banho (se você tiver uma espera de 12horas como a minha, você vai achar o máximo tomar um banho.) e, wait for it…. Comes e bebes inclusos!(melhor do que comer a comida exageradamente cara do aeroporto.)

Aproveite sua estadia de espera no aeroporto para trocar algum dinheiro. Não vá sem dinheiro algum para um país estrangeiro, além de você ficar na mão caso precise, isso ainda pega muito mal na imigração, traga ao menos 200 euros.(Tente também vir com moedas de 1 euro, 2euros, 50 cents. Você vai precisar para comprar sua passagem de tram, ou ônibus e eles não aceitam valores muito altos. Especificamente a maquininha para comprar passagens de tram, ela só aceita moedas ou CB (cartão de credito), mas meu visa internacional não funcionou nessa maquininha e como não tinha moedas, só andei de tram depois de ter comprado algo no outro dia. (note que cheguei dia 1, no domingo, tudo estava fechado.))

Voltando para a imigração. No nosso caso foi realmente simples, no aeroporto de paris enfrentamos uma pequena fila, o policial nos pediu o passaporte, verificou nossas fotos , viu nossos vistos de estudantes, as cartas de concessão de bolsa do CNPQ e carta de aceitação da universidade , carimbou e deu bom dia.

Mas nem sempre tudo é assim tão perfeito. Tinha uma pessoa na nossa frente que não falava francês, não tinha visto, não tinha dinheiro e não tinha nenhuma informação do contato da casa que ela ia ficar. Bem, o resultado foi o esperado: a policial pediu para ela a acompanhar para algum outro lugar e o fim da história só podemos imaginar.Lição do dia: esteja com seu passaporte e seu visto em mãos. Leve dinheiro. Leve sua carta de aceite e carta de concessão de bolsa, se não tiver, leve uma carta da pessoa que te acolherá – com seu número e endereço, ou reserva de hotel. Com tudo isso, mesmo se você não falar direito e tiver nervoso, nada dará errado; ;D

Por ultimo lembre de guardar suas passagens para escanear ao CNPQ. E pelo amor de Deus Carimbe sua entrada no pais, não esqueça(é muito importante.). Quando chegar no seu destino final, procure um taxi no próprio aeroporto, pois provavelmente você vai ter muitas malas e é a escolha mais inteligente, se você não tem quem vá te buscar.

Anúncios